Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Trabalhos científicos são avaliados durante a 9ª Jice

Notícias

Trabalhos científicos são avaliados durante a 9ª Jice

Pesquisa e Extensão

Estudantes e professores pesquisadores ressaltam a importância do momento
por Mayana Matos publicado: 29/10/2018 12h00 última modificação: 29/10/2018 15h02

Ter a oportunidade de compartilhar o conhecimento teórico e prático adquirido durante a formação. Assim consta nos relatos dos estudantes e professores que participaram das apresentações de trabalhos científicos em pôsteres e orais durante a 9ª edição da Jornada de Iniciação Científica e Extensão do IFTO (Jice), sediada pelo Campus Palmas, entre os dias 24 e 26 de outubro. 

José Felipe Tavares, Adriene Pereira, Ana Paula Barbosa são estudantes que apresentaram um projeto de extensão feito em biblioteca e tem o objetivo de convidar a comunidade de Araguatins a participar das atividades realizadas na unidade, de "mostrar como é o Instituto, suas bibliotecas, suas linhas de pesquisa, seus cursos", disse José Felipe. 

"Particularmente é uma oportunidade ímpar porque através de todo um experimento em que você passa seis meses ou até mesmo um ano pesquisando, analisando e, aqui, você vai mostrar o resultado final desse trabalho. E essas pessoas que vem avaliar, para nós é um presente porque vão somar ao nosso trabalho com dicas para melhorar o que já foi feito", disse a estudante Adriene Pereira. 

João Augusto Ramos, do Campus Paraíso do Tocantins, apresentou trabalho sobre o gerenciamento de resíduos do solo. "Começamos o trabalho com a aplicação de questionários, a identificação, o processo e agora vamos para a reta final do projeto que é conscientizar a população, com o auxílio da prefeitura, nas questões do solo e da poluição na cidade", disse.

Para Juliana Pereira, que também participa do mesmo projeto, é um momento muito importante "para nós alunos, para o nosso aprendizado tanto na questão pessoal quanto profissional e isso vai servir muito para o nosso futuro. Também é uma oportunidade que nos ajuda muito a perder o medo nas apresentações e, assim, ganhar mais confiança", destacou. 

O professor Virgílio Lorenço, do Campus Dianópolis, apresentou projeto que avalia o comportamento pluviométrico na bacia do rio Manoel Alves, na região de Natividade. Junto a outros professore e estudantes, desenvolve o projeto há a quase 5 anos, no qual avalia as intensidades das chuvas, médias pluviométricas e precipitações máximas prováveis. "O nome do evento já diz tudo. É um modo de socializar aquilo que você trabalha na extensão e na pequisa. É um momento de compartilhar conhecimento. Para mim, como professor e pesquisador, é fundamental produzir conhecimento, pesquisar, contribuir com a ciência e ter um momento para socializar com os jovens, além de despertar no acadêmico a vocação para a pesquisa, extensão e também para a docência", enfatizou acerca da Jice. 

Os trabalhos inscritos foram divididos nas seguintes áreas: Ciências Exatas e da Terra; Ciências Biológicas; Engenharias; Ciências da Saúde; Ciências Agrárias; Ciências Sociais Aplicadas; Trabalhos de Extensão; Ciências Humanas e Língua, Letras e Artes. 

Os trabalhos premiados constam aqui.